O bom desempenho dos empreendimentos comerciais de Roberto Santiago

Em novembro de 2014 era inaugurado o segundo centro comercial idealizado por Roberto Santiago, o Mangabeira Shopping. O empreendimento conta com arquitetura contemporânea e funcional, além de atrativos para os moradores da região e visitantes. Era um marco para a cidade de João Pessoa, que já contava com o Manaira Shopping, mas ansiava por algo novo, principalmente na região do Bairro Mangabeira.

O Mangabeira Shopping

Roberto Santiago, na época em que o Manggabeira Shopping foi inaugurado, afirmou que os dois shoppings não iriam atrapalhar o rendimento um do outro. Segundo o empresário, o Manaira, que foi inaugurado em 1989 e é referência não perderia 5% dos clientes e foi ocorreu, uma vez que o empreendimento mais antigo cresce entre 5% e 10% ao ano. Isso porque há um constante investimento em melhorias para sempre mantê-lo atual.

Durante a inauguração o público estimado foi de 350 pessoas, consumidores em potencial, se mostrando uma ótima opção para as redes de varejo que se instalaram no centro comercial. Em dias de inauguração, algumas marcas chegam a registrar faturamento cinco vezes maior em relação a inauguração em outros centros comerciais.

A concepção e a conclusão do projeto ocorreram entre os anos de 2007 e 2009 e a construção levou dois anos e meio. O investimento no empreendimento de Roberto Santiago chegou próximo a meio milhão bilhão de reais.

A obra gerou cerca de três mil empregos diretos e também foi determinante para o impacto positivo na região. Antes era formada basicamente de casas e pouco comércio, entretanto o shopping de Roberto Santiago foi capaz de modificar o aspecto urbano e social, que passou a ter mais edifícios e lojas comerciais, o que também trouxe mais valorização para os imóveis locais.

O bairro Mangabeira era bastante habitado, contudo com a supervalorização de terrenos e casas e demais habitações tiveram uma das maiores evoluções socioeconômicas e do nível econômico da região. Um exemplo é o bairro Bancários, que já havia crescendo, mas com o centro comercial aumentou seu porte consideravelmente nos últimos anos.

A boa situação dos centros de compras

Na crise, os shopping centers mostraram-se bastante sólidos e conseguiram contornar bem a situação. No auge do período de instabilidade econômica em 2015, o setor de shopping centers cresceu 6,5% no país, apresentando um faturamento de cerca de 150 bilhões (dados da Abrasce – Associação Brasileira de Shoppings Center).

A região Nordeste como um todo foi bem, sendo a segunda região do país que mais realiza vendas em shopping centers, atrás somente da região Sudeste. O estado da Paraíba, o cenário também foi interessante para o setor. O Manaira, por exemplo, mostrou-se o maior. A área bruta locável do empreendimento supera os 75 mil m².

Segundo a gerente de marketing do shopping, Rafaella Barros, os empreendimentos desta natureza precisam passar por constantes reinvenções para se manterem sempre em alta. A gerente destaca que o Manaira apresenta um espaço versátil, oferecendo também opções como casa de shows, faculdades, academia, entre outras que levam a marca empreendedora de Roberto Santiago.